sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A Pedra


"O homem é mesmo muito prepotente, resolveu agora separar o que não se separa.
Separando ignora
O que somos
O que podíamos ser

Pois bem,
Nada nada se separa
Ta tudo rebolado e misturado

Nada é alguma coisa
Talvez a gente não perceba
Porque até mesmo o nada tem uma função".
(Radha)

Um comentário:

aluisio martins disse...

Por detrás da pedra ou justamente nela vive um mito com suas espirais de ervas que turvam o cristalino de não ver...